:)

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Quero andar sobre os teus pés.


Quero ver o meu sorriso nos teus olhos. 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Hoje vou fazer aquele sorriso para ti, mas escondido.

Interrogação e Exclamação para essa Vida ( se posso chamar isso de vida)

 Dá para perceber que o mundo é feito de enganos e de feitos mal feitos, lá eu tinha coragem de ter feito o que vi com os meu olhos que me comoveu.
 Ora bem, estava eu com a minha mãe e com o meu irmão, nos Armazéns do Chiado, na parte do comer, e tipo apareceu um tipo a pedir uns trocos para comer, tinha para ai uns 22 anos e meio gótico, como ninguém deu nenhuns trocos(nem mesmo eu, não tinha, enfim) tipo o rapaz tinha visto alguns restos de comida nos pratos de outras pessoas que não tinham comido tudo, e tipo pegou num papel para levar o resto das comidas, e tipo, chega o segurança e tira-o da li sem comida, epah que mal tinha o rapaz comer os restos! Não estava a incomodar ninguém, esse mundo anda cada vez pior, comida boa para o lixo, que desperdício! 
 Acreditem nunca me passou pela cabeça que o rapaz fosse fazer aquilo e nem mesmo que o segurança o metesse fora!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Feliz dia dos Solteiros


Para mim é dia dos solteiros ... ^^

Como anda o teu coração?

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

ESTOU FARTA




Estou farta de tudo, anda tudo a correr me mal, não tenho motivos para sorrir podem ter a certeza que não tenho,e parem de me dizer para eu me rir, porque não tenho motivos para me rir,OK? Estou tão farta desta vida, anda tudo mal cá em casa é a minha mãe é o meu irmão, e falta que o meu pai me faz cá em casa, sei que ele estará la em cima a ver tudo o que se passa cá em baixo... Odeio-me profundamente nada corre bem, que cargo que eu devia de ter nesta vida de merda... Choro todas as noites a pensar em tudo, e na escola tento me abstrair mas la escapa alguma coisa, e não consigo estar bem comigo mesma, ponto final.... ODEIO TUDO E TODOS (mais valia desaparecer).



sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Detetive



 Deixei-te de te decifrar, de seguir pistas se elas houvessem. Há por bem uma escuta, mas que não dá bem para entender, com curiosidade perguntaria "que estas a fazer?" talvez recebe-se uma boa resposta.
 À que ouvir as palavras e as decifrar, pois mal explicadas não há nada a fazer. Há que ter sentimentos e explica-los, difícil mas uma boa opção.